Visual Merchandising: Sem Regras tudo vira Brincadeira

Visual Merchandising: Sem Regras tudo vira Brincadeira

Por mais libertário que deva ser o processo criativo em Visual Merchandising, se faz necessário que existas alguns parâmetros orientadores.

As normas e regras não são para castrar criação, mas sim para balizar decisões assertivas.

Normalmente sta orientação surge na forma de um guideline ou até mesmo um documento específico por coleção ou tipo de produto. Desta forma, tomamos nossas decisões com embasamento nas normas da empresa e dentro do escopo do branding que a marca possui.

Todo esse sistema está muito longe de limitar, pois liberdade em excesso dificulta o rumo assertivo mais fácil do se imagina.

 

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.