Equilíbrio e Peso em Visual Merchandising

Equilíbrio e Peso em Visual Merchandising

Quando pensamos em um espaço equilibrado nosso impulso natural nos leva a pensar numa distribuição simétrica dos objetos que o compõe.

A simetria apenas leva a alcançar o equilíbrio com maior facilidade, porém sabendo utilizar os elementos e entendendo a percepção visual, uma composição assimétrica também pode resultar em equilíbrio.

Mas existe um fator que em muitos casos é negligenciado com elementos dominantes na busca pelo equilíbrio visual: é a visualização do piso, chão ou mesmo suporte, ou seja, o ponto onde se apoia dos produtos.

Estamos falando de peso visual. O peso da parte inferior em repouso sobre uma plataforma faz com que o objeto pareça mais solidamente estável e seguro. O que é importante para o conforto do observador, quando falamos em vendas e impulso.

A explicação que se segue não classifica nenhum dos exemplos como o ideal, apenas exemplifica as possíveis sensações provocadas.

Observem os gráficos que se seguem abaixo.

Objeto linha do horizonte 

 

 

 

 

 

 

O objeto repousa na linha do horizonte seguindo o padrão universal de estabilidade.

De acordo com Rudolf Arnhein em seu livro “Percepção Visual – Uma psicologia da visão criadora”,

”Pela gravidade, as coisas em nosso planeta são atraídas para baixo. Isto torna esta questão um padrão e não que seja visual exato e definitivo. É uma questão de física.” 

Este exemplo apenas demonstra uma forma básica de equilíbrio pelo peso dos objetos. Sendo que quando aqui estamos falando em peso é no campo do PESO VISUAL.

Outra forma de um produto adquirir peso visual é sendo elevado. O objeto terá visualmente mais peso (destaque) quando colocado no alto, ou seja, retirado de um ponto fixo de piso.

Neste caso ainda estamos falando da necessidade de se ter o piso (base), e não de situações de flutuação. Na flutuação, tiramos qualquer ponto de apoio visual.

Observe o gráfico (B) abaixo.

 

Objeto distanciado do ponto de piso

 

 

 

 

 

 

 

Teremos nesta situação de maneira paradoxal o equilíbrio alcançado através de sensações diferentes. O suporte perfeitamente fixado em uma base e com uma plataforma de repouso do objeto estável.

Temos então a sensação de equilíbrio físico e a percepção de equilíbrio pelo eixo central da plataforma, conferindo uma sensação de “equilibrismo“ quase que circense. Nestes casos temos o destaque do produto pela elevação que confere leveza ao objeto exposto tornando o ponto focal da observação sem que tenhamos esforço para que o observador o perceba.

Outro fator que interfere no peso é o movimento. O movimento aqui de maneira bem simples colocado mostra que existe certa instabilidade causada pela base curva. Gráfico (C) abaixo.

Objeto em base instável

 

 

 

 

 

 

 

Por mais que ela mostre a intenção de estabilidade não chegamos à mesma de maneira confortável.

Este suporte, que nos remete ao movimento, ao mesmo tempo nos passa a sensação de que este objeto está em risco “efeito psicológico“.

Analisando o símbolo ele remete à onda na qual seu movimento natural leva ao finito, ou seja, naturalmente ela irá desfazer. Como já dito não tem certo ou errado, apenas sensações diferentes. E, no caso da instabilidade aparente, acabamos por atrair o observador por uma sensação de fugirmos do que é fixo e esperado como natural. Sendo assim, podemos até colocar que para visual merchandising torna-se um composição instigante, mas não deve durar muito tempo, pois o que a principio se torna interessante passa ser monótono e não mais atrai como diferencial.

E como estamos falando da estabilidade causada pelo apoio, não podemos nos furtar aqui de mostrarmos um exemplo que nos remete ao máximo de sensação de segurança e estabilidade, dado por conta de uma base fixa com apoio sólido que demonstra o quanto o objeto exposto tem peso visual e “peso importância“. .

A sensação aqui alcançada é a afirmação de que este objeto por si só se basta. Duas situações de estabilidade absoluta potencializam a qualidade, e quando falamos neste caso em produto estamos demonstrando qualidade e confiança. E sem dúvida ao olhar parece ser o que mais correta esta de acordo com as supostas leis que regem um sistema estético do qual estamos acostumados.

Objeto em base sólida

   

 

 

 

 

 

 

Observem algumas fotos com diferentes pontos de apoio e veja se consegue classificá-las como o texto sugestiona.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.