David La Chapelle: a inquietação que inspira!

David La Chapelle: a inquietação que inspira!

Ame ou odeie indiferença jamais. É desta forma que começo falando do icônico fotografo David LaChapelle.

Muito mais que um excepcional fotografo, mas sim um universo criativo de irreverencia e que mudou a historia de muitos que bebem na fonte do seu trabalho.

Devo confessar que eu, como muitos profissionais do mundo, tenho em LaChapelle uma das fontes de referência criativa para tirar os pés do chão e voar. É como se ele nos chancela-se para ousar, ir além das convenções e do que o mundo nos mostra.

Um fotografo americano que teve seu inicio de carreira no mundo da moda e que soube perpassar para universos múltiplos como um artista completo em sua arte e outras como vídeos clipes, instalações de arte e principalmente conquistou a liberdade de ser autor de sua historia.

O New York Times o chama de “Fellini da Fotografia “, só para sentir um pouco do seu impacto no mundo das artes.

David La Chapelle

Apesar de ter trabalhado nas maiores revistas do mundo com Vogue, Vanity Fair, Rolling Stones entre outras, seu refinamento de pensamento o levou a ser múltiplo e essencialmente um nome mundial, uma celebridade que atrai outras celebridades como Madona, Amanda Lepore, Eminem, Philip Johnson, Lance Armstrong, Pamela Anderson, Lil’ Kim, Uma Thurman, Elizabeth Taylor, David Beckham, Paris Hilton, Leonardo DiCaprio, Hillary Clinton, Muhammad Ali, Britney Spears, Rihanna entre outros.

 

Madona

Sem mencionar ainda em seus clipes para Jennifer Lopez, Britney Spears, Avril Lavigne, No Doubt, Whitney Houston, Macy Gray, Blink-182, Elton John, Christina Aguilera, The Vines e o muito celebrado video “Natural Blues” de Moby, vencedor de um prémio MTV.

 

Christina Aguilera,
Leonardo de Caprio

Vejam os bastidores  com David LaChapelle em uma de suas últimas fotos com a musa da indústria da moda e músico Daphne Guinness e sinta sua atmosfera criativa e profissionalismo irretocável. 

Estudou Artes Visuais e Belas Artes e se expressou como nenhum outro em suas obras, porque não podemos mais chamar seus trabalhos de fotografias e sim de ARTE.

Com um forte surrealismo, uma pegada de erotismo e pop art La Chapelle é hoje reverenciado e aclamado por grandes galerias e museus do mundo todo.

Como ser um profissional de visual merchandising nos obriga ou naturalmente nos leva a ser um cidadão do mundo, deixar de falar de David LaChapelle seria no mínimo constrangedor para quem vive de inspiração e arte para trabalhar.

Sua assemblage, suas cores, sua ousadia é um festival de sensações gostando ou não, por isso iniciei esta postagem falando do amem ou odeiem, mas indiferente nunca seremos diante de todos os trabalhos de LaChapelle.

 

Para quem pensa que sua obra sempre é arte pela arte, saibam que ele trabalhou e trabalha  para grandes marcas como Lavazza, Ford, Lorea’L, Sky Vodka, entre outras, porém jamais devemos esperar o convencional, afinal seu sarcasmos por vezes literal, sua militância e sua plasticidade surreal e seu erotismo em nenhum momento vai nos deixar na “zona de conforto”.

 

David LaChapelle a mim já influenciou diversas vezes a linha criativa e tenho absoluta certeza que todos que o conhecem também, para quem está iniciando vale muito comprar seus livros, que aliás são, além de ótimos, disputadíssimos pelo mundo das artes, moda e design.

Realmente ele nos leva a uma viagem de múltiplas possibilidades de pensamento e como tudo que para marcar nele não existe meio termo, ele é um dos artistas contemporâneos que nos dá narrativas nunca antes pensadas.

Como nosso trabalho é uma constante busca pelo novo ou o surpreendente, David LaChapelle é lição obrigatória para os profissionais e alunos de visual merchandising.

Como fotografo alçou voos que muitos não imaginariam, sendo assim, pra mim tenho nele minha inspiração e referencia para mostrar a todos que podemos ir onde nossa capacidade e talento quiser. Se inspire neste grande, complexo, irreverente e provocador artista.

 

 

Leave a Reply

Your email address will not be published.