Benjamin Shine: um artista e designer de moda

Benjamin Shine: um artista e designer de moda

Ele sabe nos levar a um universo desconhecido, porém brilhante. Saber interpretar e sentir toda obra o que se observar é fundamental, tanto para trabalhar nossa capacidade de dar elasticidade à mente para criar quanto para garimpar com um olhar aguçado o que de fato faz a diferença hoje e – principalmente – fará no futuro.

                                                                                                                                   Benjamin Shine

Em 2005 me deparei com uma instalação de arte da qual não consegui para de pensar: “um gênio”. Minha mente, quase que de forma premonitória, gritava: “este designer vai explodir no mundo”.

A explosão de cores, a leveza e, ao mesmo tempo, o aspecto etéreo e impregnante fazia transbordar em mim certa quietude de quem esta feliz com o que observa.  Estou falando do grande designer de moda e artista plástico Benjamin Shine e a exposição em era “ The Dance”, na Austrália.

 

The Dance

Desde então continuei a pesquisar e a me aprofundar nas obras e técnicas únicas deste gênio das mãos e da alma.

Benjamin Shine estudou design de moda no The Surrey Institute of Art and Design e Central St Martins em Londres. Em 2003, ele criou seu estúdio criativo, onde materiais, técnicas e ideias de construção continuam a informar seu portfólio diversificado e abordagem multidisciplinar.

O trabalho de Benjamin atraiu uma variedade de clientes que englobavam marcas de moda, fabricantes de produtos e interiores, instituições internacionais de Artes e Design, como The Crafts Council, no Reino Unido, e The New York Museum of Arts and Design. As marcas globais incluem Givenchy, Barclays Wealth, MTV, Eurostar, Deutsche Bank, Coca-Cola e Google.

 

 

 

A pureza e simplicidade de suas técnicas – que utiliza, na maior parte do casos, simples agulhas, tecidos, fitas e um ferro de passar roupa – mostram uma visão lírica e tênue do mundo.

Uma das suas obras mais famosas é a imagem do Presidente Barack Obama feita com uma única bandeira dos E.U.A desfiada e em retalhos, formando a matéria prima.

Barack Obama

 

Como todo designer capaz de ver além, não existe uma única linha que o defina, tanto que podemos observar a escultura dos noivos em fita, que é magnífica, na qual iniciou uma nova fase em seu pool de habilidades. Aliás, esta é uma das suas obras que mais amo.

Da mesma forma, Shine vem se abrindo para vários setores, desenvolvendo produtos e arte, sempre com seu olhar atento para as  cores e fazendo uso de sua  sensibilidade.

 

Os Noivos

Recentemente ele foi parceiro de John Galliano para criar uma obra de arte em forma de roupa: um sobretudo branco da Maison Margiela.

 

Maison Margiela

 

Sua trajetória até então vem sendo de ascensão absoluta.

Linda Fargo, considerada “os olhos da Bergdorf Goodman” por materializar a voz da marca em produções inacreditáveis na loja de departamentos em Nova York e uma das maiores diretoras de estilos e vitrinista do mundo, em mais um dos seus grandes trabalho convidou Benjamin Shine para criar as vitrines desta que é uma das mais importantes lojas de departamento de luxo do mundo.

O resultado não poderia ser outro: uma vitrine que choca por sua composição impactante. Entre esculturas tênues de tule e explosões de cores e muita arte, mais uma das vitrines que entram para a história das parcerias entre designers, artes, moda e mundo do consumo . Um visual merchandising onde o onírico nos faz saldar este artista versátil e perfeccionista que, com um rolo gigante de tule e seus simples instrumentos, coloca o mundo de joelhos.

 

 

 

Acompanhe mas um pouco de seus trabalhos e técnicas na galeria, e vamos continuar de olho, pois Benjamin Shine é mais daqueles artistas que por mimetismo o mundo segue, sem falar que seu talento ainda vai nos brindar muito com suas obras.

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.